Banco do Nordeste aplica R$ 3,5 bi para agricultura familiar

O Banco do Nordeste informou que disponibilizou R$ 3,5 bilhões para aplicar, no segmento de agricultura familiar, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Incluído no Plano Safra 2020-2021, o valor deve ser aplicado em 570 mil contratações.
Os recursos representam crescimento de 7,6% em relação ao volume aplicado na agricultura familiar no período 2019-2020 (R$ 3,2 bilhões) e de 5,16% na quantidade de operações (541,9 mil contratações) que beneficiaram agricultores familiares dos nove estados da Região e do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo.
Os financiamentos no âmbito do Pronaf, destinados a investimento e custeio, têm taxas de juros que variam de 2,75% a 4% ao ano. Os produtores, a exemplo de assentados da reforma agrária e de beneficiários do Crédito Fundiário e Menor Renda, enquadrados no Grupo B do programa, terão taxa de 0,5% ao ano e bônus de adimplência de até 40%.

Ceará
Para o Ceará, onde o Banco do Nordeste investiu no segmento, no período 2019-2020, R$ 417,8 milhões, correspondentes a 68,4 mil operações, o orçamento previsto para 2020-2021 é da ordem de R$ 453 milhões, equivalentes a um total estimado de 72 mil operações.
Os agricultores familiares serão beneficiados, no Plano Safra 2020-2021, com a elevação de R$ 15 mil para R$ 20 mil no limite por operação, no caso de clientes atendidos no âmbito do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO). Já o limite de endividamento passou de R$ 30 mil para R$ 40 mil.

O post Banco do Nordeste aplica R$ 3,5 bi para agricultura familiar apareceu primeiro em O Estado CE.