Só saudades

Como é bom a gente ler o Flávio Tôrres, aqui, em O Estado. Na segunda-feira, ele citou nomes que já se foram e que brilharam, na nossa imprensa. Por exemplo: Astrolábio Queiroz, Elias Nobre, Mardônio Sampaio, Clóvis Matias, Edmundo Vitoriano, Gilberto Silva e Moreira Filho. Só saudades!

Beira Mar
Com o fechamento do Alfredo da Peixada, vai-se um capítulo do nome boemia. Esta doença já fechou mais de 30 firmas e já desempregou 30 mil profissionais.

Vicente Alencar
Ele citou nomes que foram estrelas em nossa imprensa: Antônio Chagas Oliveira, Geraldo Nobre e César Coelho.

Hapvida
Essa marca está consolidada no nosso estado. Sua mensagem pelos 27 anos é um hino de amor e de paz e uma homenagem aos 10 mil curados da covid-19. Criatividade e humildade de mãos dadas.

Carlos Castelo
Ele é o Castelinho, muito estimado e querido de nossa sociedade. Comandava rica mesa no domingo (Flórida Bar), que tinha ainda Renato Abreu e o coronel Elmir. Renato é um dos mais preparados profissionais de nossa mídia.

Estádio Franzé Moraes
O Ceará faz justiça a um grande alvinegro, no caso meu amigo Franzé Moraes, que tem seu nome no estádio do clube. A lei que proíbe nomes de pessoas vivas em prédios e logradouros só vale para o que é público. O Ceará é uma instituição de caráter privado e por isso pode dar o nome que desejar àquilo que é seu.

O post Só saudades apareceu primeiro em O Estado CE.