Ceará contabiliza 143.663 casos confirmados da Covid-19, com 7.090 mortes pela doença


Os dados foram atualizados às 9h04 desta quinta-feira (16) na plataforma IntegraSUS. A colagem de adesivos para indicar o distanciamento social está entre as medidas sanitárias adotadas no Terminal Rodoviário de Fortaleza
Fabiane de Paula/SVM
O Ceará contabiliza 143.663 casos confirmados da Covid-19, com 7.090 mortes pela doença. Os dados foram atualizados pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), às 9h04 desta quarta-feira (16), na plataforma IntegraSUS. O número de pacientes recuperadas da enfermidade é de 117.563.
O número de casos em investigação, à espera do resultados dos exames, é de 73.414. Os óbitos suspeitos são 582. Desde o início da pandemia foram realizados 369.169 testes para identificar o vírus no organismo.
A capital, Fortaleza, permanece como município que concentra o maior número de casos confirmados do vírus no Estado. São 38.828 casos e 3.554 mortes. Em entrevista ao Bom dia Ceará, o governador Camilo Santana afirmou que as aulas presenciais, bares e academias estarão fora da fase 4 da reabertura econômica. Fortaleza será a primeira cidade do estado a chegar a 4ª fase.
Adiamento da retomada das aulas presenciais no Ceará requer fortalecimento do ensino remoto, avaliam instituições
Universidades com sede em Fortaleza devem seguir com atividades presenciais suspensas
Hemoce registra baixa de 15,6% em doações de sangue durante a pandemia no Ceará
Na Região Norte, Sobral concentra os maiores índices de contaminação, com 8.747 infectados e 264 óbitos pelo novo coronavírus. A cidade é a segunda do Ceará com maior número de casos confirmados. Juazeiro do Norte, na Região do Cariri, possui 4.442 casos confirmados e 166 mortes pela doença.
As duas cidades da Região Metropolitana de Fortaleza que concentram o maior número de diagnósticos positivos são Caucaia e Maracanaú, com 4.665 e 4.569 casos, respectivamente. Caucaia é o segundo município no número de mortes, com 304 confirmações. Maracanaú já registrou 215 óbitos.
Veja outras informações da plataforma:
A taxa de ocupação das UTIs cearenses é de 69,86%;
A taxa de ocupação das enfermarias cearenses é de 41,7%;
A letalidade da doença no Estado é de 4,9%
Os números apresentados pela Sesa são atualizados permanentemente e fazem referência à disponibilidade dos resultados dos testes para detectar a presença dos vírus, ou seja, não necessariamente correspondem à data da morte ou do início da apresentação dos sintomas pelo paciente.
Veja como ficam as regiões no plano de retomada econômica:
A capital cearense continua na etapa 3, e as barracas de praia podem funcionar;
Demais cidades da macrorregião de Fortaleza seguem na Fase 2;
Macrorregião do Sertão Central, Litoral Leste seguem na Fase 1;
Região Norte para fase de transição;
Cidades da região Cariri e Centro-Sul mais afetadas (Juazeiro, Crato, Barbalha, Brejo Santo e Iguatu) seguem em isolamento social rígido “por mais uma semana”.
O plano de retomada das atividades não essenciais tem um ciclo de transição em quatro fases. E cada uma dura 14 dias. Os municípios do Ceará estão em diferentes estágios em relação ao plano conforme a gravidade do cenário da doença, sendo a capital a cidade com maior nível de reabertura.
Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença
Foto: Infografia/G1
Initial plugin text